Grande Rota Europeia Caminho do Atlântico
Desporto
Cerca de 300 pessoas participaram, durante a manhã de 16 de novembro, no percurso inaugural do troço de Almada, da Grande Rota Europeia Caminho do Atlântico (GR11-E9).
Antes do início do percurso, a Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP) entregou à Câmara Municipal de Almada a Carta de Homologação do «Caminho do Atlântico», um troço com 17 km de extensão dentro do concelho de Almada, que faz parte da Grande Rota Europeia.
 
Durante a iniciativa, os participantes puderam realizar um percurso mais curto, da Trafaria ao Convento dos Capuchos, com cerca de 5 km, ou um percurso mais longo, da Trafaria à Fonte da Telha, que corresponde à totalidade do percurso.
 
Marcaram presença neste passeio inaugural o vice-presidente da Câmara Municipal de Almada (CMA), João Couvaneiro, o presidente da Direção da FCMP, João Queiroz, o presidente da Direção do Clube Ibérico de Montanhismo e Orientação (CIMO), Mara Martins, e o presidente da Junta de Freguesia da Costa da Caparica, José Ricardo Martins.
 
A CMA é a entidade promotora deste troço, que teve a coordenação técnica e implementação do CIMO, associado da FCMP.
 
O que é a GR11-E9
 
A GR 11-E9 é um percurso pedestre transeuropeu, que se inicia em Tallin, na Estónia.
 
Percorre a costa norte da Europa, a Corunha e Santiago de Compostela.
 
Entra em Portugal por Valença, em direção ao sul de Espanha, terminando em Tarifa.
 
Características da rota em Almada

O troço de Almada desta grande rota tem uma extensão de 17 km, atravessando diferentes paisagens.
 
Inicia-se na Trafaria ou em Porto Brandão, unindo estas duas vilas ribeirinhas à Reserva Botânica da Mata dos Medos, dando a conhecer a sua biodiversidade ímpar e espécies únicas.
 
A Arriba Fóssil da Costa da Caparica, uma formação geológica protegida desde 1984 pelo seu interesse científico e paisagístico, é também local de passagem.
 
Os caminhantes podem ainda visitar o Convento dos Capuchos, um edifício do século XVI que hoje acolhe diversos eventos culturais.
 
A Costa da Caparica, a sua gastronomia, frente de praias, espaços de lazer e de animação noturna, fazem parte da rota, fazendo deste percurso pedestre uma forma de cimentar a campanha «Costa Todo o Ano».
 
Completam-na três antigas fortificações militares – Forte da Raposeira, Forte de Alpena e Forte da Raposa – que, apesar de degradadas, testemunham a história da defesa nossa costa.
 
Ao longo da GR11-E9 há vários painéis de informação e sinalética para guiar os caminhantes.
 
Consulte aqui o folheto dedicado ao troço de Almada da Grande Rota Europeia Caminho do Atlântico.
 
18/11/2019