Plano de Mobilidade - Acessibilidades 21->
No centro Almada circulam, diariamente, cerca de 140 mil automóveis de residentes no concelho ou de pessoas que aqui trabalham. Dados a que acrescem os 35 mil veículos que atravessam a zona do Centro Sul, em direção a Lisboa ou ao concelho do Seixal.
 
O aumento da utilização do automóvel cria problemas de segurança rodoviária e aumenta os níveis de poluição, gravemente prejudiciais à saúde.
 
A Câmara Municipal de Almada, consciente desta realidade, decidiu elaborar o Plano de Mobilidade – Acessibilidades 21, cujo objectivo foi diagnosticar os problemas e apresentar propostas para que seja cada vez mais fácil e seguro circular em Almada, privilegiando a utilização dos transportes públicos e modos suaves (andar de bicicleta e a pé).

O Plano de Mobilidade, pioneiro a nível nacional, foi concluído em novembro de 2002 e as propostas apresentadas foram concretizadas, a par da construção de um elemento fundamental na reordenação da mobilidade em Almada – o Metro Sul do Tejo. 
 
Em 2012, de acordo com o definido nas Grandes Opções do Plano da Câmara Municipal, foi feita a avaliação de todas as soluções já implementadas no âmbito deste plano, tendo resultado a produção de um relatório técnico.
 
  

Plano de Mobilidade Acessibilidades 21 - Logotipo