Carta de Almada - Arte Pública e Observatório de Design Urbano->

Monumento à Paz_pormenor

A Carta de Almada resulta da reunião da Rede Temática PAUDO – Public Art and Urban Design Observatory, à qual a Câmara Municipal de Almada se associou em 2004, realizada em Almada, na Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, a 5 Maio de 2006. A sua elaboração decorreu da necessidade sentida pelos parceiros em fixar, num documento base, a enunciação dos seus princípios e objectivos.

O PAUDO, criado em 1994 como Observatório de Arte Pública (PAO – Public Art Observatory), é uma iniciativa informal impulsionada pela Universidade de Barcelona, e que congregou posteriormente várias Universidades no contexto dos Programas Intensivos da União Europeia “ERASMUS”, servindo de plataforma para a criação de uma Rede Temática de Arte Públicaque tem como objectivos fundamentais:
 
– estruturar uma rede temática envolvendo as Universidades e as instituições públicas responsáveis, nas cidades, pela Arte Pública e desenho urbano;
 
– promover o intercâmbio de experiências e a difusão de boas práticas através da realização de encontros regulares (seminários, workshops, encontros, etc.) ou, ainda, através da atribuição de prémios de reconhecimento de mérito de boas práticas, sem valor pecuniário;
 
– contribuir para que os projectos de investigação e inventariação de Arte Pública se desenvolvam a partir de uma base metodológica comum indispensável para o cumprimento do objectivo final da Rede: a constituição do Museu Europeu Virtual de Arte Pública.
 
Na reunião de Almada foram abordadas diversas questões cujo teor se reflecte no enunciado da Carta então elaborada, tais como:
 
- clarificar os objectivos específicos de cada um dos parceiros, enquanto contributos individuais para a Rede Temática; 
 
- aprofundar a reflexão em torno de questões comuns no âmbito da gestão da Arte Pública, nomeadamente: procedimentos técnicos e competências envolvidas, enquadramentos legais (direitos de autor e de propriedade), competências atribuídas de gestão do território, sustentabilidade económica das intervenções;
 
- prosseguir os inventários de Arte Pública em curso como instrumentos indispensáveis para o reforço da identidade e coesão social e para os processos de educação para a cidadania.

Parceiros
 
Câmara Municipal de Almada
Câmara Municipal de Barcelona
Câmara Municipal de Saragoça
Consórcio La Mina (Sant Adrià de Besòs, Barcelona)
Faculdade de Belas Artes de Lisboa / Universidade Técnica
Universidade de Barcelona
Universidade Complutense de Madrid
Observatório Aragonês de Arte Pública

Consultar Carta de Almada

Consultar Intervenção da Senhora Presidente da Câmara Municipal de Almada no Seminário Arte Pública: Produção, Gestão, Difusão, Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea, 05/05/2008